/body Escritora Marcia Dantas: #52FilmsbyWomen: The Secret Life of Bees (#1)

18 de abr de 2017

#52FilmsbyWomen: The Secret Life of Bees (#1)



Título: The Secret Life of Bees (A Vida Secreta das Abelhas no Brasil)
Ano: 2008
Diretora: Gina Prince-Bythewood

"I know you can't understand. Apologizing to those men would have just been a different way of dying. Except I had to live with it"

Foi com a frase citada acima que The Secret Life of Bees começou a me chamar a atenção. Tínhamos uma personagem negra que vivia na Carolina do Norte da década de 1960, que tinha acabado de sofrer uma humilhação racista seguida por agressão, ainda sendo presa por isso. Afinal, que direitos poderia ter uma mulher negra diante de vários homens que a agrediam, ainda que fosse a vítima?

Lily, a protagonista do filme, uma menina branca que tinha sido criada por ela (Rosaleen, interpretada pela incrível Jennifer Hudson), não entendia porque ela era incapaz de pedir desculpas para salvar a própria pele da prisão. E aprendeu, no decorrer do filme, a começar por essa frase, que as desculpas eram sinônimo de concordância com a opressão. 

Uma coisa interessante sobre The Secret Life of Bees, adaptação do livro homônimo de Sue Monk Kidd, é que a temática da história não é o racismo, e mesmo assim a história não deixa de tocar no assunto. Não teria como, não é mesmo? Olhemos para a época e para o lugar. E é isso que não só precisamos observar nessa história, mas no nosso dia a dia: o preconceito está ali, presente. Todas as pessoas podem ver, sentir, ainda que as pequenas atitudes do cotidiano não gritem essas palavras com todas as letras. 

Junto com Lily e Roseleen, somos convidados a entrar na vida das irmãs Boatwright. Mulheres tão diferentes entre si, que exalam cheiros e jeitos diferentes, tal qual as abelhas que fazem parte do título da história e que são não só o meio de vida como metáforas perfeitas para a vida das personagens. Uma das partes mais marcantes é quando May (da maravilhosa Sophie Okonedo) expressa a verdade de sua sensibilidade à flor da pele fazendo uma comparação com as abelhas. 

E, embora tenhamos uma protagonista branca (que tem um arco interessante), é muito bom ver que as irmãs Boatwright e mesmo Rosaleen (ainda que em menor escala) tem personalidades diversas e histórias para chamar de suas. Claro que ainda somos guiados pelo olhar branco sobre elas (algo a ser problemartizado, claro) porém, para além disso, podemos nos apaixonar por essas personagens fascinantes, desejando acompanhá-las até depois dos créditos finais. 

A jornada de The Secret Life of Bees é apaixonante e tocante, nos levando a experimentar as mais diferentes sensações. Prepare-se para sorrir em várias sequências e se emocionar em várias outras, deixado o seu coração na mão. Recomendo que vocês também confiram essa deliciosa produção (está na Netflix, ok?).

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada pela visita e volte sempre! Seu comentário é sempre importante e bem vindo.

Lembre-se que você é livre para se expressar, desde que com respeito e sempre respeitando o espaço das outras pessoas.

Comentários racistas, misóginos, lgbtfóbicos ou que incitem ódio e/ou violência serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...