/body Escritora Marcia Dantas: Representatividade Feminina

28 de fev de 2016

Representatividade Feminina

Essa postagem do Nó de Oito falou bastante sobre a falta de representatividade (seja em quantidade quanto na diversidade) feminina em Hollywood. Mas será que isso se limita à sétima arte?

Nessa postagem gostaria um pouco de explorar os diversos pontos da representatividade feminina (ou ausência dela) na literatura).


Aqui no blog já falei bastante sobre a situação das escritoras, seja seu silenciamento entre os homens escritores ou na limitação que se faz à sua escrita. Coisa que vivo diariamente desde que coloquei meus pés no mundo literário. 

A grande questão é que isso não se limita apenas às escritoras, e sim também as personagens. Quero usar de tópicos para falar disso:

1. Protagonismo:


Se começarmos a procurar, até achamos vários livros com protagonismo feminino, diferente do que é no cinema. Porém, quando nos aprofundamos no olhar a isso, encontramos muitas vezes histórias que dependem tão e exclusivamente do personagem masculino para se desenvolver, como se essa fosse a única forma de uma mulher ter uma história.

Isso quer dizer que não pode haver livros com romance?

Não, absolutamente. Inclusive, quando olho para minha própria escrita, vejo que dificilmente consigo escrever histórias sem romance (herança das fanfics talvez?). No entanto, não é essa a questão, e sim que o romance parece ser a única forma de desenvolver uma protagonista feminina. 

Vemos atrelado a isso tantos pensamentos que o feminismo tenta combater, como a necessidade de um homem para ser feliz, o amor como redentor, o amor como única forma de completar a vida de uma mulher, e assim por diante. Podemos escrever histórias em que a mulher tem outros desafios e que o romance pode ser apenas mais um aspecto de sua vida. 

2. Heteronormatividade: 


Isso meio que vem junto ao item anterior. A maioria dos livros partem do pressuposto que a mulher é heterossexual, como se lésbicas, bissexuais, transexuais, assexuais, pansexuais, demissexuais e todas as outras variações e possibilidades de sexualidade não existissem. Como se representa as mulheres se boa parte dos livros se destina a representar apenas uma parte delas?

3. Supremacia branca:


Vai mais ou menos na mesma pegada do item anterior. 

Confesso que esse é um ponto que particularmente preciso melhorar. Ser uma mulher branca de classe média e ser socializada como branca faz com que eu tenha dificuldades em pensar longe da minha caixinha e representar outras etnias e biotipos femininos (algo que estou trabalhando para melhorar).


4. Estereótipos:


Esse item merece uma postagem toda especial, e talvez eu a faça futuramente. A grande questão é que há tipos que são representados desde que o mundo é mundo e que fazem com que as mulheres pareçam todas iguais. 

Por exemplo: a mulher bem sucedida profissionalmente, megera em seu trabalho e que só encontra a felicidade quando encontra o amor da sua vida. 

Esses estereótipos, além de caírem no lugar comum, limitam a caracterização feminina e propagam ideias erradas. Se a gente pensar bem, os dois itens acima propagam essas ideias também, ou seja, são estereótipos.

5. Rivalidade entre mulheres:


Por que mulheres tem que ser sempre inimigas mortais?

Essa deve ser uma das coisas que mais me incomoda desde que comecei a estudar a fundo o feminismo. Parece ser  um plano superior passar essa imagem que as mulheres querem sempre sacanear umas às outras, se vestir melhor que as outras, roubar o par romântico das outras, enfim... é exaustivo. 

Quero histórias de amizades femininas: mulheres ajudando umas às outras. Esse é um dos motivos pelos quais Dirty Dancing é um dos meus filmes favoritos na vida: que outro filme tem como base mulheres ajudando outras mulheres?

E você, o que acha que pode atrapalhar a representatividade feminina? Comente!

Um comentário:

  1. Passando para repetir: T E A M O <3

    Fico feliz pelo post, vai ficar favoritado como os que você me manda, ou descubro na sua newsletter! :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita e volte sempre! Seu comentário é sempre importante e bem vindo.

Lembre-se que você é livre para se expressar, desde que com respeito e sempre respeitando o espaço das outras pessoas.

Comentários racistas, misóginos, lgbtfóbicos ou que incitem ódio e/ou violência serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...