13 de dez de 2015

Personagens femininas #2: Leia Organa (Star Wars Saga)

Leia Organa, a princesa rebelde de Star Wars
Falta apenas alguns dias para a estreia de Star Wars VII nos cinemas mundiais e, como fã confessa da saga, achei que nada seria mais adequado que homenagear as mulheres que marcaram tão maravilhosamente os filmes (e, se der, falarei um pouco das personagens das séries animadas) e que fazem parte do meu imaginário.

Atenção, essa postagem pode ter spoilers se você não viu a saga completa. O aviso está dado. 
Antes de qualquer coisa, sempre importante falar que Star Wars ainda não prima pela máxima representatividade. Embora tenha personagens femininas fortes, os filmes não passam no simples Teste de Bechdel. Além disso, quando olhamos para a principal personagem feminina da saga mais recente (episódios I, II e III), vemos que sua storyline está intimamente ligada e definida à do protagonista masculino. Mas isso vou deixar mais para a frente, porque hoje é dia de falar da princesa rebelde Leia Organa.

Entre as cenas mais marcantes de Leia para mim, está uma de suas primeiras sequências no Episode IV - A New Hope, quando ela é presa por Darth Vader e não perde a pose e a agressividade contra o lorde sombrio. Essa é uma característica que se mantém no decorrer dos três filmes e consolida a força como uma das principais líderes da Aliança Rebelde. 

Leia é parte do trio principal da saga, ao lado de Han Solo e Luke Skywalker. O fato de ser a única mulher (praticamente da história inteira) já é complicado, mas podemos perceber que ela não se encontra em posição inferior ou vulnerável em relação aos outros dois. Mesmo o arco de salvamento dela em Episode IV não diminui sua força: pelo contrário, ela é colocada em posição de briga ao lado dos rapazes. 

Han Solo em posição de pessoa em perigo e sendo salvo por Leia.
Como 99% das histórias que conhecemos, Leia é colocada em um romance. Vou ignorar um pouco a parte do clima entre ela e Luke para me concentrar em sua história com Han Solo: por mais que haja um bom desenvolvimento dos dois no decorrer dos filmes, há de se observar que o romance não minimiza sua storyline e não a deixa em função dessa história - o que seria o mais provável a acontecer. Aliás, tirando alguns pequenos detalhes (gosto do desenvolvimento do personagem), podemos dizer que Han fica mais em função do romance do que ela. Sem contar que ela o salva.

O famigerado figurino da "Leia Escrava"
Entre os  erros a serem apontados com a personagem na saga, não podemos nunca deixar de falar de sua sexualização e fetichização em Episode VI - Return of The Jedi com o figurino de Leia Escrava. Mesmo que eu considere empoderador o fato dela ter causado a morte de Jabba, que a escravizou e colocou na situação da imagem, há de se considerar que não era necessário colocá-la em tais trajes, afinal isso não seria feito caso o personagem fosse masculino. A intenção era provocar os espectadores com essa fantasia e a "Leia Escrava" alcançou tantas proporções que só encontramos esse tipo de cosplay nos eventos relacionados por aí. 

Por essa conversa entre Carrie Fisher e Daisy Ridley podemos ver o desconforto por trás do conselho da experiente atriz. Também não podemos esquecer que a popularização do figurino acabou por diminuir muito a força real da personagem, afinal a imagem da princesa submissa acabou por ultrapassar a real personalidade. As lindas do site Collant Sem Decote trabalharam a questão nesse artigo. Recomendo demais a leitura. 

De qualquer forma, não podemos esquecer que a personagem Leia Organa surgiu em uma das sagas de maior importância, entre as décadas de 70 e 80, quando ainda não discutíamos a questão do empoderamento feminino e das personagens femininas fortes e autônomas. Seu surgimento ao lado de outras personagens que vieram um pouco depois dela, como Sarah Connor em Terminator (como falei nessa postagem) ou Ellen Ripley em Alien, começaram representações que seriam emblemáticas mais para frente. Só podemos falar de personagens femininas fortes porque essas existiram e ainda povoam o nosso imaginário. 

E vocês, o que acham da Princesa Leia? E qual a expectativa de vocês para a aparição dela em Star Wars VII? Comente!

2 comentários:

  1. Oi, moça!

    Nossa, que época quando eu via obcecadamente Star Wars (eu devia ter uns 13-14 anos), adorava a Leia, porque acho que ela pode ser totalmente comparada à Hermione. Ela tá lá no meio de garotos e é uma espécie de ~salvação~ para eles. Ou seja, não é apenas uma mais uma personagem, tem todo um porquê, e o melhor é que a força dela inspira muitas meninas e mulheres. Adorei a postagem! Vou procurar o #1 :)

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tbm vi SW com obsessão nessa idade, hauahuaha mas o surto nunca passou.

      Leia foi uma das primeiras personagens femininas a me inspirar <3

      Excluir

Obrigada pela visita e volte sempre! Seu comentário é sempre importante e bem vindo.

Lembre-se que você é livre para se expressar, desde que com respeito e sempre respeitando o espaço das outras pessoas.

Comentários racistas, misóginos, lgbtfóbicos ou que incitem ódio e/ou violência serão excluídos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...